Principais Índices: Brent: $29,46 o barril– queda de 0,9% WTI: $23,55 — queda de 1,8% Dólar: R$…

Sexta-Feira, 08 de Maio de 2020

Subida iminente: Petrobras volta ao patamar de aumento em relação a gasolina importada.

Principais Índices:
Brent: $29,46 o barril– queda de 0,9%
WTI: $23,55 — queda de 1,8%
Dólar: R$ 5,84 — alta de 2%
Esalq: R$ 1. 467 por m³ — alta de 1,52%

A movimentação Saudita aqueceu o mercado no começo do dia de ontem, com o WTI avançando 10% e o Brent mais de 5%. Porém, o mercado mudou ao longo desta quinta-feira e fechou em queda. Já nesta manhã, encontramos um mercado estável, com poucas variações nos índices internacionais do petróleo.

Ainda com a queda, vale ressaltar que o mercado acumula uma alta de 11% nesta semana. A retração continua sendo uma movimentação natural do mercado. Conforme cita John Kilduff, sócio da Again Capital em Nova York. “Continuamos em um mercado volátil, e essa retração no preço não me surpreende. Acho que houve uma dose de realização de lucros

Apesar desta movimentação negativa no Petróleo, os índices da gasolina continuaram crescendo. O RBob fechou em alta de 5% e o Golfo em alta de 7,7%. Isso sinaliza a existência de uma forte demanda pela gasolina a curto prazo. Diante deste cenário, a Petrobras entra novamente nos mesmos níveis de espaço para aumento que estava no começo da semana, quando efetivamente subiu os preços, conforme apresentado no gráfico abaixo.

Relação preço gasolina Petrobras vs Importada

A forte pressão de alta para a Petrobras continua conforme exposto acima. A expectativa é que a petrolífera brasileira aumente novamente seus preços na próxima semana, mas que terá um certo ajuste com a entrada da próxima PMPF que, pelos nossas estimativas, será uma redução na ordem de R$ 0,04, a partir do dia 16/maio.

Os fatores históricos e econômicos justificam a alta da Petrobras, porém existem os fatores políticos a se considerar. O presidente Jair Bolsonaro questionou o aumento de preço da estatal brasileira. No entanto, ele diz que não vai interferir, saiba mais clicando aqui.

Com essas informações, nossa leitura e orientações por produto são:

Gasolina

Continua a forte pressão de alta para a Petrobras. A expectativa é que a petrolífera brasileira aumente novamente seus preços até a próxima PMPF, no dia 16 de maio.

Cenário propício para compras moderadas a máximas.

Etanol

Novamente, o Etanol abriu a 1,81. A CIDE saiu de especulação, com a afirmação do presidente Jair Bolsonaro, de que não haverá aumentos: “Não acho justo aumentar para salvar setor sucroalcooleiro.”

No entanto, com a forte tendência para o aumento do valor da Gasolina, há uma forte expectativa de subida no preço do Etanol ao longo das próximas semanas.

Cenário propício para compras moderadas a máximas.

O Panorama Pronto é realizado pela equipe de Inteligência de Mercado do Pronto Combustíveis. Monitoramos diversos índices nacionais e internacionais bem como o mercado de distribuição de combustíveis.
São projeções e orientações baseadas nesses estudos.
Em geral, nossas previsões estão em linha com o que tem acontecido, mas vale reforçar que, como qualquer previsão econômica, não são certeza que irão acontecer.
É uma ferramenta para ajudar o mercado a programar melhor suas compras.

Garanta o recebimento desse relatório todos os dias, mande um email para pronto@prontocombustiveis.com.br.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!