Preços internacionais do petróleo despencam

Sexta-Feira, 12 de Junho de 2020
Principais Índices

Os preços internacionais do petróleo sofreram uma queda brusca nesta quinta-feira. Foi a maior retração das últimas 6 semanas. Uma das principais razões para a queda foi consequência dos dados sobre os estoques americanos, que aumentaram inesperadamente na última semana. Os altos níveis de estoque apontam para uma fraca demanda pela commodity.

A segunda principal razão foi o surgimento de novos casos de Covid-19 nas cidades americanas, o que gerou uma onda de temor nos investidores. Segundo contagem da Reuters, os números ultrapassaram 2 milhões nesta quarta-feira, com leve crescimento nas infecções após cinco semanas de queda.

Em relação a gasolina, os índices internacionais também despencaram. O Rbob recuou 7,53% e o Golfo caiu -8,60%. Com isso, o prêmio entre a gasolina nacional e a importada aproximou-se consideravelmente da paridade. Este está em -4%, representando uma diferença de -R$ 0,05 centavos entre os produtos. Neste cenário, a pressão para um novo aumento da Petrobras é baixa. Portanto, não há uma forte expectativa de aumento a curto prazo. Mas vale ressaltar a volatilidade do mercado e como é importante acompanhar as variações diárias.

Paridade BR x Índices Rbob e Golfo

Em relação ao Diesel, o produto importado também recuou fortemente, em 7,41%. Com isso, o prêmio voltou a estar praticamente na paridade, uma diferença de – 0,9%. Isso representa uma diferença de -R$ 0,01 centavos entre os produtos. Assim como na gasolina, é uma zona relativamente confortável para a Petrobras, apesar desta historicamente buscar estar acima da paridade no Diesel. Porém, é uma posição na qual o próprio mercado pode movimentar para a paridade. Como os índices estão muito voláteis, é importante acompanhar os próximos dias. Por agora, também não há uma grande pressão para um aumento a curto prazo.

Paridade BR x Diesel Importado

Com as informações acima, indicamos as seguintes orientações de compra:

Derivados

Gasolina
A diferença entre o produto nacional e o produto importado está próxima a paridade. Com a grande volatilidade do mercado, é importante acompanhar dia a dia. Por enquanto, a expectativa de um aumento a curto prazo é baixa.

Logo, é um cenário para compras moderadas.

Diesel
O Diesel está em um cenário parecido ao da gasolina, sendo importante observar a movimentação dos próximos dias para compreender as possíveis próximas ações da Petrobras.

Cenário propício para compras moderadas.

Etanol

O Etanol abriu a R$ 2,12- R$ 2,15 hoje. Como a probabilidade de um novo aumento a curto prazo da Petrobras é baixa, não há tendência de alta no Etanol.

Além disso, os estoques altos e a paridade acima da média histórica atual levam a conclusão que, se a tendência de queda do petróleo se mantiver ou se manter estável, os preços do Etanol tendem a cair na semana que vem.

Cenário propício para compras moderadas a compras mínimas. Apenas o necessário para o fim de semana para acompanharmos o comportamento do mercado na segunda-feira.

Vale ressaltar a grande volatilidade do mercado e como o cenário pode mudar em um curto período. Mais uma vez, a leitura diária deste relatório é muito importante.

Quer fazer as melhores compras de combustível? Cadastre-se no nosso app e, além de receber esse relatório diariamente, você acessa preços de mais de 20 distribuidoras do mercado: clique em https://prontocombustiveis.online/PanoramaMercado

O Panorama Pronto é realizado pela equipe de Inteligência de Mercado do Pronto Combustíveis. Monitoramos diversos índices nacionais e internacionais bem como o mercado de distribuição de combustíveis.
São projeções e orientações baseadas nesses estudos.
Em geral, nossas previsões estão em linha com o que tem acontecido, mas vale reforçar que, como qualquer previsão econômica, não são certeza que irão acontecer.
É uma ferramenta para ajudar o mercado a programar melhor suas compras.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!