Medo de nova onda do Covid-19 põe mercado em alerta

Segunda-feira, 15 de Junho de 2020
Principais Índices

Os preços internacionais do petróleo praticamente não variaram nesta sexta-feira, fechando em direções opostas e não se recuperando da forte queda do dia anterior. As previsões pessimistas sobre a recuperação da economia dos Estados Unidos e o temor de uma nova onda do Covid-19 estão freando os investidores.

Diante deste receio relacionado a uma nova fase da pandemia, as bolsas asiáticas também sofreram uma forte queda nesta segunda-feira. Com isso, também há uma apreensão sobre o comportamento do mercado das commodities hoje, principalmente o petróleo. No momento, os índices estão caindo cerca de 2%.

Em relação a gasolina, ambos índices internacionais fecharam em uma leve alta. O Rbob subiu 0,49% e o Golfo cresceu em 1,27%. Combinados com uma alta do dólar em 1,56%, houve um pequeno impacto na paridade. O prêmio entre a gasolina nacional e a importada se deslocou para -6%, representando uma diferença de -R$ 0,09 centavos entre os produtos. É um patamar que ainda pode ser considerado relativamente confortável para a Petrobras, que pode optar em observar por mais tempo o movimento do mercado antes de realizar um novo reajuste. Dessa forma, com o cenário de hoje, a probabilidade de um aumento nesta semana não é alta. Vamos acompanhar os próximos dias.

Paridade BR x Índices Golfo e Rbob

Em relação ao Diesel, o produto importado também variou positivamente, em 2,14%. Com isso, o prêmio voltou a estar abaixo da paridade, uma diferença de – 4,2%. Isso representa uma diferença de -R$ 0,07 centavos entre os produtos. Como a Petrobras busca níveis acima da paridade no Diesel, este é um patamar de atenção para a empresa. Caso a disparidade continue aumentando nos próximos dias, pode ser que a estatal realize um novo reajuste. Vamos observar.

Paridade BR x Diesel Importado

Derivados

Gasolina
A diferença entre o produto nacional e o produto importado está em um patamar relativamente confortável para a Petrobras. Com a grande volatilidade do mercado, é importante acompanhar dia a dia. Por enquanto, a expectativa de um aumento a curto prazo é baixa.

Diesel
O Diesel está em um cenário de atenção para a Petrobras. O acompanhamento do mercado hoje e nos próximos dias é fundamental.

Etanol

As usinas continuam com valores em patamares acima do histórico do período. Algumas abriram hoje com R$ 0,01 a R$0,02 mais barato em relação a sexta, porém ainda assim a média se mantém alta. Acreditamos que isso seja por conta do aumento da exportação do açúcar, visto que com isso, as usinas não sofrem forte pressão de vendas e podem manter preços mais elevados.

O Etanol abriu a R$ 2,15 hoje nas distribuidoras e deve ficar neste patamar se os índices internacionais se mantiverem próximos aos atuais.

Vale ressaltar a grande volatilidade do mercado e como o cenário pode mudar em um curto período. Mais uma vez, a leitura diária deste relatório é muito importante.

Quer fazer as melhores compras de combustível? Cadastre-se no nosso app e, além de receber esse relatório diariamente, você acessa preços de mais de 20 distribuidoras do mercado: clique em https://prontocombustiveis.online/PanoramaMercado

O Panorama Pronto é realizado pela equipe de Inteligência de Mercado do Pronto Combustíveis. Monitoramos diversos índices nacionais e internacionais bem como o mercado de distribuição de combustíveis.
São projeções e orientações baseadas nesses estudos.
Em geral, nossas previsões estão em linha com o que tem acontecido, mas vale reforçar que, como qualquer previsão econômica, não são certeza que irão acontecer.
É uma ferramenta para ajudar o mercado a programar melhor suas compras.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!