Preços internacionais recuam, porém a pressão de alta da Petrobras se mantém

Quarta-Feira, 24 de Junho de 2020
Principais Índices

Após registrar os maiores valores desde Março, os preços internacionais do petróleo recuaram nesta terça-feira. O mercado retraiu devido a expectativa do crescimento dos estoques da commodity nos Estados Unidos. O informe semanal acerca das reservas petrolíferas americanas será publicado hoje.

Ontem, o mercado iniciou o dia em alta, quando Donald Trump afirmou em seu twitter que o acordo com a china estava intacto. Porém, esta expectativa negativa sobre os dados dos estoques desanimaram os investidores ao longo do dia.

Em relação a gasolina, os índices Rbob e Golfo variaram de forma diferente e subiram levemente. No entanto, o dólar caiu novamente, em – 1,95%. Com isso, o prêmio entre a gasolina nacional e a estrangeira variou levemente em direção a paridade. Porém, continua sendo um cenário que impõe forte pressão de aumento. O prêmio está em – 15,5%, representando uma diferença de – R$ 0,28 centavos entre os produtos. A expectativa é que a Petrobras aumente a qualquer momento.

Paridade/Spread Golfo e RBOB

Em relação ao Diesel, o índice internacional caiu, em – 1,27%. Combinado a queda do dólar, a disparidade entre o produto estrangeiro e o nacional diminuiu levemente. O prêmio agora está em – 8,29%. Isso representa uma diferença de – R$ 0,15 centavos entre os produtos. Continua sendo um cenário que aponta para um aumento da Petrobras, principalmente porque a empresa busca estar acima da paridade no Diesel. Também pode acontecer a qualquer momento.

Derivados

Gasolina
Continua a pressão intensa para aumento da Petrobras. Pode acontecer a qualquer momento.

Diesel
Também continua a expectativa de aumento no Diesel, podendo ocorrer a qualquer momento.
Lembrem-se também que o aumento do Biodiesel está pressionando os preços para cima.

Etanol

Com a tendência de alta na gasolina, a expectativa é que os preços do Etanol subam. Porém, enquanto não há um novo aumento da Petrobras, estamos vendo uma estabilização do combustível em uma faixa de R$ 2,10.
As Usinas ainda estão puxando os valores de negociação do Etanol, aumentando o custo das distribuidoras. Mas estas não estão conseguindo repassar os preços elevados da compra para a revenda, visto que não há liquidez nos preços pedidos. Sendo assim, temos o equilíbrio apontado acima em R$ 2,10.

A expectativa é de alta no Etanol, acompanhando o provável aumento da Petrobras na gasolina. Com isso, recomendamos a compra máxima.

Quer fazer as melhores compras de combustível? Cadastre-se no nosso app e, além de receber esse relatório diariamente, você acessa preços de mais de 20 distribuidoras do mercado: clique em https://prontocombustiveis.online/PanoramaMercado

O Panorama Pronto é realizado pela equipe de Inteligência de Mercado do Pronto Combustíveis. Monitoramos diversos índices nacionais e internacionais bem como o mercado de distribuição de combustíveis.
São projeções e orientações baseadas nesses estudos.
Em geral, nossas previsões estão em linha com o que tem acontecido, mas vale reforçar que, como qualquer previsão econômica, não são certeza que irão acontecer.
É uma ferramenta para ajudar o mercado a programar melhor suas compras.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!