OPEP envia sinal positivo ao mercado e estoques de petróleo diminuem nos EUA. Etanol continua estagnado.

Quinta-Feira, 16 de Julho de 2020
Panorama Pronto Combustíveis – Principais Índices

Nessa quarta-feira, ocorreu a tão esperada reunião da OPEP+. O aumento na quantidade de barris produzidos foi menor do que o esperado pelo mercado (1,7 milhões contra 2 milhões) . A organização também emitiu um comunicado dizendo que os países estão cumprindo o acordo de cortes até melhor do que o esperado. Além disso, os dados da AIE (Administração de Informação de Energia) mostraram uma queda surpreendente de 7,5 milhões de barris nos estoques dos EUA. Deste modo, a commodity (matéria prima) e seus derivados (os produtos combustíveis) fecharam em alta no mercado internacional.

Apesar do bom ânimo do mercado, a fraca inflação divulgada em referência ao mês de Maio, impediu uma recuperação da moeda brasileira. Em consequência, o dólar teve apenas uma pequena alta de +0,09%.

A gasolina do Golfo teve alta de +1,83%, deixando o prêmio em relação a gasolina brasileira em -10,1% e o spread em -R$0,19 centavos. Desta forma, vemos que a Petrobras ainda tem bastante margem para subir os preços no curto prazo, uma vez que, seu valor está bem abaixo da gasolina importada.

No diesel, o movimento não foi diferente, ocorrendo uma alta de +1,96%. Assim, o prêmio ficou em -7,79% e o spread em -R$0,15 centavos. Apesar do diesel estar com spread menor do que a gasolina, é um patamar muito atípico para o combustível, como pode-se ver no gráfico abaixo. Em consequência disso, vemos uma alta pressão para algum aumento da Petobras no curto prazo.

Por fim, tivemos novamente um dia de poucas mudanças no mercado de etanol. O indicador da Esalq mostra que a usinas continuam mantendo os preços em um patamar que transmite um custo de aproximadamente R$2,06 para as distribuidoras. Desta forma, a tendência é de que os preços continuem entre R$2,07 e R$2,09, com ofertas pontuais abaixo dessa faixa.

Derivados

Gasolina
A diferença do preço da gasolina da Petrobras para a gasolina importada ainda está alta. Sendo assim, o provável movimento é de que ocorra uma alta para equalizar esses valores. Lembrando que, hoje a PMPF entra em vigor.


Diesel
No Diesel, a pressão é mais intensa. Há uma maior chance de acontecer no curto-prazo.
Lembrando que, hoje a PMPF entra em vigor.


Etanol

O desequilíbrio entre os preços ofertados pelas usinas e os preços demandados pelos postos, faz com que a tendência de queda no valor do etanol seja limitada. Porém, vale ressaltar a tendência de alta para a gasolina no curto/médio prazo e um possível impacto no hidratado.

Ficou com alguma dúvida sobre esse relatório? Quer saber a melhor recomendação de compra para seu perfil de posto? Entre em contato com a gente:
Whatsapp
:  11 95130 7391.

Ou cadastre-se no nosso app e, além de receber esse relatório diariamente, você acessa preços de mais de 20 distribuidoras do mercado: clique em  https://prontocombustiveis.online/PanoramaMercado

O Panorama Pronto é realizado pela equipe de Inteligência de Mercado do Pronto Combustíveis. Monitoramos diversos índices nacionais e internacionais bem como o mercado de distribuição de combustíveis.
São projeções e orientações baseadas nesses estudos.
Em geral, nossas previsões estão em linha com o que tem acontecido, mas vale reforçar que, como qualquer previsão econômica, não são certeza que irão acontecer.
É uma ferramenta para ajudar o mercado a programar melhor suas compras.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!