Gasolina se aproxima da paridade internacional.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é a0f84-1hrwaxki9cedzj7opx9dkpa.jpeg
Quarta-Feira, 02 de Setembro de 2020

Cenário

A divulgação dos índices de produção industrial (PMI, na sigla em inglês) trouxe ânimo ao mercado. Tanto os índices dos EUA e China vieram acima do esperado e mostraram a contínua recuperação das economias. Diante disso, a cotação do petróleo subiu no mercado internacional.

Após sinalização do presidente Jair Bolsonaro quanto ao envio da reforma administrativa ao Congresso na próxima quinta-feira, o real ganhou força contra o dólar. Com uma visão mais positiva do lado fiscal brasileiro, o câmbio caiu -1,79%.

A gasolina do Golfo contrariou a subida do petróleo e caiu –0,94%. Assim, o spread ficou para -R$0,07, com o prêmio em -3,6%. O spread está próximo ao patamar de estabilidade.
Isso mostra a grande volatilidade do mercado pós COVID-19, que em uma semana fez o spread ir de R$ -0,30 para R$-0,07.

O diesel avançou 1,20%. O prêmio foi para 4,6% e o spread para R$0,09 centavos, uma vez que, a queda do dólar foi mais forte. Desta forma, o combustível continua em patamar de equilíbrio internacional. Por conta da grande volatilidade do câmbio e dos índices, o diesel não apresenta tendência clara de queda ou alta.

Depois de dois dias de quedas, o etanol estabilizou nas usinas. Tal motivo deve-se ao fato do açúcar ainda estar rentável para exportação e permitir certo fôlego às usinas. Porém, a demanda das distribuidoras ainda está fraca.

Análise

Gasolina
A PB tem o histórico de deixar o spread entre -0,05 e -0,07 centavos, segundo a série histórica de preços da petroleira desde 2017. Desta forma, o spread de -R$0,07 deixa a gasolina próxima ao equilíbrio.

O anidro neste patamar pode continuar ocasionando leve alta no combustível, conforme for ocorrendo a reposição de estoques das distribuidoras a custos mais altos.

Diesel
No Diesel, o spread está em equilíbrio. A série histórica nos mostra que o spread está em patamar onde qualquer alteração nos índices internacionais pode mudar o cenário para o combustível.

Etanol

O Etanol continua acima do valor desse mesmo período no ano passado. Hoje, através do estudo da série histórica e indicadores do setor sucroenergético, estamos enxergando um preço de equilíbrio próximo a R$2,24 – R$2,28. Porém, os preços das usinas ainda estão refletindo R$2,33 nas bases.

Ficou com alguma dúvida sobre esse relatório? Quer saber a melhor recomendação de compra para seu perfil de posto? Entre em contato com a gente:
Whatsapp
:  11 95130 7391.

Ou cadastre-se no nosso app e, além de receber esse relatório diariamente, você acessa preços de mais de 20 distribuidoras do mercado: clique em  https://prontocombustiveis.online/PanoramaMercado

O Panorama Pronto é realizado pela equipe de Inteligência de Mercado do Pronto Combustíveis. Monitoramos diversos índices nacionais e internacionais bem como o mercado de distribuição de combustíveis.
São projeções e orientações baseadas nesses estudos.
Em geral, nossas previsões estão em linha com o que tem acontecido, mas vale reforçar que, como qualquer previsão econômica, não são certeza que irão acontecer.
É uma ferramenta para ajudar o mercado a programar melhor suas compras.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!