Brasil isenta impostos sobre etanol dos EUA e pressiona o preço para baixo.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é a0f84-1hrwaxki9cedzj7opx9dkpa.jpeg
Segunda-Feira, 14 de Setembro de 2020

Cenário

Na sexta-feira, não houve nenhuma notícia que impactasse o mercado de forma considerável e os índices ficaram próximos do valor de abertura. Após a divulgação dos dados de aumento de estoque de petróleo nos EUA e queda no consumo de derivados em Cingapura durante a semana passada, a commodity e os derivados tiveram uma queda expressiva no consolidado da semana pela segunda vez seguida.

O dólar não teve praticamente nenhuma variação de preço e fechou cotado nos mesmos R$5,32 de quinta.

A gasolina do Golfo fechou em leve alta de 0,32%. O spread permaneceu em -R$0,08 centavos, com o prêmio de -5,0%. O spread se encontra em patamar um pouco abaixo da paridade, próximo ao equilíbrio. Fique atento às mensagens de alerta da Pronto durante o dia!

O diesel também apresentou leve alta, subindo 0,45%. O prêmio ficou em 0,6% e o spread reduziu para R$0,01 centavos. Lembrando que o combustível costuma ficar acima da paridade, o spread se encontra em patamar próximo ao equilíbrio e não apresenta pressão de queda no momento.

O etanol manteve a tendência de queda e caiu -1,64% na sexta. Essa queda diária é a maior desde junho. O valor de R$1.805,00/m³ transmite um custo, aproximadamente, de R$2,24 na base.

Além disso, foi anunciada pelo governo federal, a isenção de impostos sobre o etanol importado dos EUA. Tal medida pode intensificar a pressão de baixa no álcool, segundo a Única.

Análise

Gasolina
A PB tem o histórico de deixar o spread entre -R$0,05 e -R$0,07 centavos, segundo a série histórica de preços da petroleira desde 2017. Desta forma, o spread de -R$0,08 se encontra próximo a paridade, mas não há pressão para queda. Porém, como o espaço é pequeno, qualquer mudança na tendência dos índices pode alterar o cenário.

A nova PMPF está com estimativa de causar impacto de apenas -R$0,001 na gasolina.

Diesel
No Diesel, o spread está em situação de conforto para a PB. Hoje o combustível está em patamar próximo ao equilíbrio equilíbrio. Porém, como o espaço é pequeno, qualquer mudança na tendência dos índices pode alterar o cenário.

A nova PMPF está com estimativa de causar impacto de apenas -R$0,001 no S-10 e também, no S-500.

Etanol

Com a isenção dos impostos de importação e por estar acima da paridade histórica para o período, o etanol tem probabilidades de ter uma leve tendência de queda nas usinas para o curto prazo. Porém, a queda de sexta foi forte e pode haver uma resistência das usinas em abaixar ainda mais a oferta durante essa semana.

Deste modo, por haver dois drivers influenciando nos preços do álcool, indicamos compras moderadas para o álcool.

Ficou com alguma dúvida sobre esse relatório? Quer saber a melhor recomendação de compra para seu perfil de posto? Entre em contato com a gente:
Whatsapp
:  11 95130 7391.

Ou cadastre-se no nosso app e, além de receber esse relatório diariamente, você acessa preços de mais de 20 distribuidoras do mercado: clique em  https://prontocombustiveis.online/PanoramaMercado

O Panorama Pronto é realizado pela equipe de Inteligência de Mercado do Pronto Combustíveis. Monitoramos diversos índices nacionais e internacionais bem como o mercado de distribuição de combustíveis.
São projeções e orientações baseadas nesses estudos.
Em geral, nossas previsões estão em linha com o que tem acontecido, mas vale reforçar que, como qualquer previsão econômica, não são certeza que irão acontecer.
É uma ferramenta para ajudar o mercado a programar melhor suas compras.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!