Tendência de alta nos derivados se mantém firme.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é a0f84-1hrwaxki9cedzj7opx9dkpa.jpeg
Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020

Cenário

Após a fala do presidente do FED (banco central americano), Jerome Powell, de que há necessidade de novos estímulos fiscais para a economia americana, o mercado ficou menos pessimista com os impactos da segunda onda do coronavírus. Em consequência, os índices internacionais fecharam a quinta-feira com leve alta.

Com a melhoria do ânimo do mercado, o dólar teve queda frente ao real e desvalorizou -1,54%.

A gasolina do Golfo fechou em alta de 2,20%. Com a queda do dólar, o spread fechou em -R$0,22 centavos, com o prêmio de -11,4%. O spread se encontra em patamar de razoável pressão e apresenta margem para outro aumento marginal no curto prazo. Hoje, as cotações da gasolina abriram em leve alta. Fique atento às mensagens de alerta da Pronto durante o dia!

O diesel também apresentou alta, avançando 1,17%. Como a desvalorização do dólar foi mais intensa, o prêmio ficou em –5,3% e o spread fechou o dia em -R$0,09 centavos. Lembrando que o combustível costuma ficar acima da paridade, o spread se encontra abaixo do equilíbrio e apresenta cenário de alta pela PB.

O etanol manteve a tendência de alta nas usinas e avançou 0,24%. O valor de R$1.8938,00/m³ transmite um custo, aproximadamente, de R$2,36 na base.

Análise

Gasolina
A PB tem o histórico de deixar o spread entre -R$0,05 e -R$0,07 centavos, segundo a série histórica de preços da petroleira desde 2017. Desta forma, o spread de -R$0,22 deixa margem para um novo aumento.

Diesel
No Diesel, o spread também continua abaixo da paridade. Hoje, a pressão na PB ainda é forte e há boa probabilidade de aumento no curto prazo.

Etanol

Os preços nas usinas apresentaram forte alta e estão com o suporte em possível novo ajuste para cima na gasolina. Mesmo com a fraca demanda, moagem com grande produtividade e alto nível de estoques, as indústrias estão tentando igualar as paridades máximas de safras açucareiras anteriores.

Porém, sem o aumento da gasolina, não vemos espaço para que o preço do álcool fique acima de R$2,36. Uma vez que, a paridade de 68% é muito alta para o mês de Setembro e não há demanda para sustentá-la.

Ficou com alguma dúvida sobre esse relatório? Quer saber a melhor recomendação de compra para seu perfil de posto? Entre em contato com a gente:
Whatsapp
:  11 95130 7391.

Ou cadastre-se no nosso app e, além de receber esse relatório diariamente, você acessa preços de mais de 20 distribuidoras do mercado: clique em  https://prontocombustiveis.online/PanoramaMercado

O Panorama Pronto é realizado pela equipe de Inteligência de Mercado do Pronto Combustíveis. Monitoramos diversos índices nacionais e internacionais bem como o mercado de distribuição de combustíveis.
São projeções e orientações baseadas nesses estudos.
Em geral, nossas previsões estão em linha com o que tem acontecido, mas vale reforçar que, como qualquer previsão econômica, não são certeza que irão acontecer.
É uma ferramenta para ajudar o mercado a programar melhor suas compras.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!