Alta no estoque de petróleo e lockdowns na Europa fazem índices desabarem.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é a0f84-1hrwaxki9cedzj7opx9dkpa.jpeg
Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020

Cenário

Segundo a EIA (Administração de Informações de Energia dos EUA), os estoques de petróleo no país norte americano subiram 4,3 milhões de barris na última semana, resultando muito superior a estimativa do mercado de 800 mil barris. Na Europa, Alemanha, Suíça e França adotaram novas medidas de lockdown como tentiva de conter a segunda onda de contágio do coronavírus. Em consequência a essas notícias, o mercado ficou pessimista e derrubou as cotações do petróleo.

Como o pessimismo continua rondando o mercado, os investidores ainda procuram ativos com baixo risco. Deste modo, dólar teve alta de 0,77% e fechou em R$5,75.

A gasolina do Golfo fechou em queda de -5,71%. O spread terminou o dia em -R$0,07, com o prêmio de -4,2%. O spread se encontra dentro da faixa de equilíbrio. Porém, na abertura de hoje, os índices continuavam a apresentar queda.

Fique atento às mensagens de alerta da Pronto durante o dia!

O diesel apresentou queda de -3,93%. O spread fechou o dia em -R$0,11, com o prêmio de -5,8%. Lembrando que o diesel costuma ficar acima da paridade, o combustível se encontra acima da paridade. Porém, o índice continua a apresentar queda na abertura de hoje.

O etanol apresentou baixa de -0,52% nas usinas. Continuamos consideramos o atual patamar do hidratado muito esticado e sem expectativa de alta para o curto prazo. Porém, vemos que a cotação do álcool está, praticamente, constante nas últimas 2 semanas.

O açúcar avançou 1,18% na bolsa de Nova York.

Análise

Gasolina
A PB tem o histórico de deixar o spread entre -R$0,05 e -R$0,07 centavos, segundo a série histórica de preços da petroleira desde 2017. Desta forma, o spread de -R$0,07 deixa a PB no equilíbrio.

Porém, a queda na abertura de hoje é forte e leva o combustível para o cenário de queda, novamente.

Com a abertura do mercado colocando o spread em cenário de queda, nossa recomendação é de compras mínimas para a gasolina.

Diesel
O spread no diesel está próximo da paridade internacional. Mesmo com a queda de hoje, há baixa probabilidade de um cenário de queda para o combustível. Além disso, o resultado do leilão 76 de biodiesel tem expectativa de impactar positivamente em R$0,08 centavos o preço do combustível em Novembro.

Em consequência desse cenário, indicamos compras máximas para o diesel.

Etanol

Como dizemos há 2 semanas, não há fundamento estrutural para que o preço do hidratado suba. O mercado está bem travado, onde o preço nas usinas não encaixa com a demanda dos revendedores. Além disso, a gasolina tem probabilidade de apresentar nova queda pela Petrobras.

Desta forma, avaliamos que o preço do hidratado está muito esticado e indicamos compras mínimas para o combustível.

Ficou com alguma dúvida sobre esse relatório? Quer saber a melhor recomendação de compra para seu perfil de posto? Entre em contato com a gente:
Whatsapp
:  11 95130 7391.

Ou cadastre-se no nosso app e, além de receber esse relatório diariamente, você acessa preços de mais de 20 distribuidoras do mercado: clique em  https://prontocombustiveis.online/PanoramaMercado

O Panorama Pronto é realizado pela equipe de Inteligência de Mercado do Pronto Combustíveis. Monitoramos diversos índices nacionais e internacionais bem como o mercado de distribuição de combustíveis.
São projeções e orientações baseadas nesses estudos.
Em geral, nossas previsões estão em linha com o que tem acontecido, mas vale reforçar que, como qualquer previsão econômica, não são certeza que irão acontecer.
É uma ferramenta para ajudar o mercado a programar melhor suas compras.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!