Brent supera a marca de US$50 pela primeira vez desde março

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é a0f84-1hrwaxki9cedzj7opx9dkpa.jpeg
Sexta-Feira, 11 de Dezembro de 2020

Cenário

A euforia contagiou o mercado e ofuscou o forte aumento nos estoques de petróleo dos Estados Unidos , divulgado pela EIA na quarta-feira. Apesar do aumento nos estoques mostrar grande desequilíbrio entre oferta e demanda, o mercado está acreditando que o início da vacinação irá impulsionar o consumo de combustíveis rapidamente. Em consequência disso, os índices fecharam em forte apreciação.

Com o otimismo do mercado global, o dólar apresentou queda diante das principais moedas de países emergentes. Diante do real, a moeda americana apresentou retração de -2,89% e fechou o dia cotado em R$5,02.

A gasolina do Golfo subiu 3,19%. Como o dólar caiu em proporção similar, o spread se manteve em -R$0,15, com o prêmio de -8,1%. Desta forma, o spread continua no limiar entre equilíbrio e cenário de alta.

Fique atento às mensagens de alerta da Pronto durante o dia!

O diesel apresentou alta de 2,63%. Em consequência da desvalorização do dólar, o spread recuou para -R$0,12 com o prêmio de -6,2%. Lembrando que o diesel costuma ficar acima da paridade, o combustível ainda se encontra abaixo do equilíbrio.

O etanol apresentou leve queda de -0,28%. Os preços do álcool podem apresentar retração de R$0,01 centavo nas bases.

O açúcar equivalente variou -5,10%. O prêmio em relação ao etanol caiu para a faixa de 15%.

Análise

Gasolina
A PB tem o histórico de deixar o spread entre -R$0,05 e -R$0,07 centavos, segundo a série histórica de preços da petroleira desde 2017. Desta forma, o spread de -R$0,15 deixa a PB confortável.

Não há forte pressão de baixa e nem de alta para o combustível. O mais provável é que a Petrobras espere o mercado determinar qual direção irá seguir para as próximas semanas.

Deste modo, nossa recomendação é de compras máximas/moderadas para a gasolina.

Diesel
O diesel permanece resiliente em patamares abaixo da paridade internacional. O spread do diesel mostra uma grande defasagem em relação aos preços internacionais.

Além disso, o período de estiagem no terceiro semestre do ano prejudicou as plantações de soja brasileira. Há expectativa que o próximo leilão do biodiesel renove o preço máximo e impacte o diesel.

Em consequência disso, continuamos indicando compras máximas para o diesel.

Etanol

Com a queda de ontem, conseguimos enxergar um custo de R$2,62 em GRU. Caso alguma usina ou distribuidora precise de caixa, poderemos ver preços menores no mercado.

Provavelmente o etanol continuará nesse patamar caso não ocorra modificações na gasolina. A paridade do hidratado com a gasolina nos postos está em 72% e dificilmente irá aumentar devido a baixa demanda. Por outro lado, o açúcar ainda está com o prêmio significativo em relação ao etanol e manterá as usinas firmes nas ofertas.

Em consequência desses fundamentos, nossa recomendação é de compras moderadas para o etanol.

Ficou com alguma dúvida sobre esse relatório? Quer saber a melhor recomendação de compra para seu perfil de posto? Entre em contato com a gente:
Whatsapp
:  11 95130 7391.

Ou cadastre-se no nosso app e, além de receber esse relatório diariamente, você acessa preços de mais de 20 distribuidoras do mercado: clique em  https://prontocombustiveis.online/PanoramaMercado

O Panorama Pronto é realizado pela equipe de Inteligência de Mercado do Pronto Combustíveis. Monitoramos diversos índices nacionais e internacionais bem como o mercado de distribuição de combustíveis.
São projeções e orientações baseadas nesses estudos.
Em geral, nossas previsões estão em linha com o que tem acontecido, mas vale reforçar que, como qualquer previsão econômica, não são certeza que irão acontecer.
É uma ferramenta para ajudar o mercado a programar melhor suas compras.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!