Falta de estoque faz usinas abrirem até a R$3,50/L

Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2021

Cenário

Os contratos de petróleo fecharam sem um sinal definitivo ontem. O patamar de US$66/barril já faz com que a OPEP+ consiga aumentar a produção sem se preocupar com o valor da commodity. Desta forma, o mercado permanece na expectativa das próximas reuniões do cartel e dos dados de aquecimento econômicos da China e dos EUA.

O dólar apresentou alta de 1,92% fechou o dia em R$5,52.

A gasolina do Golfo teve queda de -0,17%. O spread subiu para -R$0,38 com o prêmio de -13,3%. A gasolina voltou a aumentar a defasagem e já se encontra bem abaixo da paridade.

Fique atento às mensagens de alerta da Pronto durante o dia!

O diesel também apresentou queda, de -0,10%. O spread avançou para –R$0,28 com o prêmio de -9,6%. A defasagem está esticada e coloca o combustível em cenário de alta.

A Esalq divulgou forte alta 1,10%. A tendência de alta ainda está presente nas usinas. A média das negociações subiu para R$3,33.

O açúcar equivalente variou 0,13%. O prêmio em relação ao etanol está na faixa de 19%.

A nova PMPF entra em vigor dia 01/03:

Análise

Gasolina
A PB tem o histórico de deixar o spread entre -R$0,05 e -R$0,07 centavos, segundo a série histórica de preços da petroleira desde 2017. Desta forma, o spread de -R$0,33 volta a deixar a PB pressionada por novos reajustes.

Apesar da interferência política na PB ter deixado nebuloso se a empresa continuará fazendo reajustes coerentes com o mercado internacional, a nova PMPF irá impactar em grande magnitude a gasolina.

Além disso, o custo do anidro vem subindo e também terá impacto no custo da gasolina na próxima semana.

Desta forma, nossa recomendação é de compras máximas para a gasolina.

Diesel

O diesel se encontra, novamente, bem abaixo da paridade. Os níveis de defasagem já estão se igualando ao patamar de reajustes passados.

Por outro lado, o presidente Jair Bolsonaro indicou corte nos tributos federais no diesel para o mês de março. O impacto sobre o preço final seria em torno de -8,5% (R$0,32). Porém, ainda não há nenhuma medida oficial confirmando tal corte.

Desta forma, sem confirmação do corte tributário e sem convicção de que a Petrobras irá seguir a paridade internacional, indicamos de compras moderadas para o diesel.

Etanol

O reajuste na gasolina irá impulsionar o etanol. As usinas já abriram com preços de R$3,40 FOB.

As usinas estão com estoques baixos de álcool. Não há pressão para que as sucroalcooleiras vendam produto rápido e assim, irão buscar preços cada vez mais altos.

Esperamos que o impacto no etanol seja forte e os preços de base poderão ultrapassar a casa dos R$3,40 na próxima semana.

Em consequência desse fator, nossa recomendação é de compras máximas para o etanol.

Ficou com alguma dúvida sobre esse relatório? Quer saber a melhor recomendação de compra para seu perfil de posto? Entre em contato com a gente:
Whatsapp
:  11 95130 7391.

Ou cadastre-se no nosso app e, além de receber esse relatório diariamente, você acessa preços de mais de 20 distribuidoras do mercado: clique em  https://prontocombustiveis.online/PanoramaMercado

O Panorama Pronto é realizado pela equipe de Inteligência de Mercado do Pronto Combustíveis. Monitoramos diversos índices nacionais e internacionais bem como o mercado de distribuição de combustíveis.
São projeções e orientações baseadas nesses estudos.
Em geral, nossas previsões estão em linha com o que tem acontecido, mas vale reforçar que, como qualquer previsão econômica, não são certeza que irão acontecer.
É uma ferramenta para ajudar o mercado a programar melhor suas compras.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!